Valsa com Bashir e Mauss

Publiquei um artigo em que analiso o famoso documentário-animação autobiográfico de Ariel Folman na revista Doc on Line. Valsa com Bashir: experiência, memória e guerra, eis o título do dito. Nele, tento analisar um pouco do discurso autobiográfico que habita esta animação. Também faço um paralelo com o conceito de pós-memória e remeto ao HQ Mauss, de Art Spiegelman, que talvez seja um dos principais best sellers da breve e intensa história das graphic novels.

O artigo ficou um pouco extenso e não caberia publica-lo neste blog. Quem quiser lê-lo na íntegra, e tal como editado na revista, pode fazer o download aqui:Valsa com Bashir: experiência, memória e guerra

Também vale a pena conferir os outros artigos da Doc on Line. Editada em Portgual, e com colaboradores  que escrevem em inglês, francês, português e espanhol, a revista possui um certo pendor acadêmico e traz informações preciosas da atual produção e reflexão sobre docs contemporâneos. Este número é dedicado `a artigos sobre documentários subjetivos ou autobiográficos como Tarnation e Serras da Desordem. Fica a dica.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Animação, Docs, Ensaios e resenhas, Filmes atuais

Uma resposta para “Valsa com Bashir e Mauss

  1. “Maus” é um um “s” só…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s